Antes de começar a falar sobre as aplicações e vantagens da cortina de vidro e de mostrar porque ela está se tornando uma verdadeira revolução no mercado, é preciso explicar exatamente o que é e como funciona esse produto.
O nome já nos dá uma pista do que se trata. Afinal, a característica de uma cortina é que, ao abrir, ela desloca-se para as laterais e libera quase todo o espaço que antes ocupava, ficando toda compactada nos cantos. Pensar nisso quando o material da cortina é o tecido é fácil porque ele é flexível. Mas quando se trata do vidro, que é rígido, é preciso muita inovação e tecnologia.
Não confunda a cortina de vidro com a janela de vidro para sacada. Isso porque na janela de vidro, o que acontece é que uma folha corre para trás de outra que, normalmente, é fixa.

Dessa maneira, é possível ter apenas uma abertura parcial de, em média 50%.
A grande inovação da cortina de vidro é que ela é formada por várias folhas de vidro que, quando deslocadas para as laterais, rotacionam 900 no próprio eixo e formam uma sanfona que otimiza o espaço utilizado. Assim, é possível ter quase que 100% da área desobstruída.
Outro grande diferencial da cortina de vidro é que ela pode cobrir áreas de grandes dimensões e isolar vãos e sacadas com mais de 10 metros e com uma altura de até 2,5 metros. O tamanho ideal de cada folha de vidro é entre 45 e 55 centímetros.

Extremamente versátil, a cortina de vidro dá total liberdade para o usuário. É possível isolar a abertura por completo, liberar ela integralmente ou deixa-la parcialmente aberta, inclusive intercalando um vão e uma folha de vidro.
As cortinas de vidro são indicadas em sacadas de apartamentos, para separar o ambiente externo de uma casa do jardim externo, para dar mais flexibilidade na divisão de ambientes internos de escritórios e empresas e para diversas outras finalidades, de acordo com a necessidade de cada situação.

Conheça mais algumas vantagens da cortina de vidro:

– As folhas de vidro funcionam independentes;
– Se adapta a qualquer tipo de vão (retos ou curvos);
– Isolamento térmico;
– Isolamento acústico;
– Proteção de chuvas e ventos;
– Mais praticidade na limpeza dos vidros;
– Valorização do imóvel.